Prêmio USP “Trajetória pela Inovação” – Edição 2021

A Universidade de São Paulo (USP) tem a honra de divulgar a relação dos laureados da edição de 2021 do Prêmio USP “Trajetória pela Inovação”:

  • Prof. Dr. Antonio Adilton Oliveira Carneiro – Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP)
  • Profa. Dra. Akemi Ino – Instituto de Arquitetura e Urbanismo (IAU)
  • Profa. Dra. Daniela Prócida Raggio – Faculdade de Odontologia (FO)
  • Prof. Dr. Jarbas Caiado de Castro Neto – Instituto de Física de São Carlos (IFSC)
  • Profa. Dra. Maria Rita dos Santos e Passos Bueno – Instituto de Biociências (IB)
  • Prof. Dr. Sérgio Mascarenhas de Oliveira, in memoriam – Instituto de Estudos Avançados (IEA)

A premiação, criada pela Resolução USP no 7.184/2016, tem como objetivo reconhecer e valorizar as ações dos docentes da Universidade que se destacaram, ao longo de suas atividades acadêmicas, na produção de inovações científicas, tecnológicas ou culturais, contribuindo assim para a excelência do resultado institucional e para o desenvolvimento socioeconômico do país.

A terceira edição do prêmio registrou 29 indicações de docentes ativos/aposentados e 15 docentes “in memoriam”, encaminhadas pelo conjunto de Unidades, Museus e Institutos Especializados. O Conselho de Pesquisa, em sua 168ª sessão, de 15 de dezembro de 2021, aprovou as indicações de cinco homenageáveis. Na sequência, a decisão final do homenageável in memoriam, proposto pela Comissão Coordenadora, foi proferida pelo Magnífico Reitor da USP.

A Reitoria da USP, a Pró-Reitoria de Pesquisa e a Agência USP de Inovação parabenizam o conjunto dos laureados, e informam que a solenidade de entrega da premiação será oportunamente informada.

Segue abaixo mais informações sobre a trajetória dos laureados:

 

Profa. Dra. Akemi Ino (IAU)

A importância da trajetória constante da professora é construída por meio de um vínculo forte e bastante evidente da pesquisa, ensino e extensão. É marcada pela continuidade de trabalhos feitos anteriormente por outros pesquisadores, de forma a promover a interdisciplinaridade, quando acrescenta os conhecimentos próprios da área de arquitetura às investigações sobre o uso da madeira na construção civil, feitas na área de engenharia. Sua contribuição para a inovação se dá também pela possibilidade criada por meio da bibliografia original em japonês que, no início da década de 1980, fez chegar ao Brasil, inovando também no caráter multicultural de sua pesquisa e valorizando o multilinguismo. Sua pesquisa, associando a engenharia civil à arquitetura, pôde contribuir para oferecer soluções a um problema social brasileiro – o déficit habitacional – produzindo formas de supri-lo efetivamente, com intervenção na realidade, a baixo custo e com menor impacto ambiental possível. Portanto, de sua trajetória depreendem-se contribuições bastante relevantes para a contemporaneidade: o atendimento às necessidades habitacionais da população e a sustentabilidade. Sua premiação reconhece a relevância de uma trajetória que transcende seu trabalho, valorizando esforços de pesquisadores que a antecederam, assim como ela mesma o faz, e incentiva a continuidade de pesquisas com impacto social relevante.

 

Prof. Dr. Antonio Adilton Oliveira Carneiro (FFCLRP)

Foi por mais de 10 anos Diretor Técnico e Diretor Presidente da Incubadora SUPERA, eleita a melhor do pais em 2016. Também tem deposito de 8 patentes e ajudou a criar 3 startups. As tecnologias ultrassônicas e magnéticas para o diagnóstico e terapia clínica transcendem sua área e têm grande impacto.

 

Profa. Dra. Daniela Prócida Raggio (FO)

Sua importante contribuição no desenvolvimento e aplicação de um método inovador, de mínima intervenção no tratamento odontológico de pacientes infantis, tem como alvo principal a fração carente da sociedade que não tem acesso aos equipamentos odontológicos convencionais. A modalidade, denominada Tratamento Restaurador Atraumático – ART, é amigável e não requer uso de anestesia, isolamento absoluto, nem brocas ou instrumentos que demandem de energia elétrica, além de estar associada a procedimentos educativos e preventivos para o cuidado com a saúde bucal. Seu trabalho inova por desenvolver e aplicar uma técnica não invasiva e de baixo custo, tendo sido por ela adaptada aos insumos produzidos no Brasil para atender à população carente, em particular as crianças, e também por trabalhar na capacitação de recursos humanos, como os cirurgiões dentistas de Unidades Básicas de Saúde. Inclui-se o desenvolvimento de patente para o uso de seringa de baixo custo para inserção de cimento de ionômero de vidro no selamento de cavidades. Destaca-se sua interação com órgãos da administração pública, como Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, auxiliando no direcionamento e aplicação de novas políticas públicas que beneficiam inúmeras crianças que não tem acesso a um sistema de saúde a não ser pela escola. O método de tratamento evita a produção de aerossóis e se faz uma rota alternativa e necessária para o tratamento e cuidado da saúde bucal durante a pandemia da COVID-19. Seu trabalho reforça a importância da mulher na ciência e inovação e fortalece a relevância da interação entre a Universidade e a sociedade, com um olhar especial para a população carente.

 

Prof. Dr. Jarbas Caiado de Castro Neto (IFSC)

Nucleou a criação de um grupo de Ótica de Precisão na USP, único no pais na época, que gerou no curso dos anos mais de 10 empresas tecnológicas inovadoras, e cujos equipamentos oftalmológicos desenvolvidos já possibilitaram benefícios para a saúde de um milhão de brasileiros. Além disto, tem patentes registradas no INPI e participou de outras iniciativas, como a de aplicação de ótica na agricultura e o desenvolvimento de uma câmera de satélite que propiciou ao INPE uma qualidade superior de imagens da terra.

 

Profa. Dra. Maria Rita dos Santos e Passos Bueno (IB)

Tem pesquisa na área de Genética Humana e Molecular trazendo novos conhecimentos para o tratamento de doenças genéticas que acometem o homem, além de ter desenvolvido um teste rápido e econômico para detecção de COVID-19. Desenvolve um trabalho de aconselhamento com familiares de pessoas afetadas com síndromes craniofaciais e transtornos autistas. Sua atuação é de grande importância para a sociedade e demonstra como a pesquisa na Universidade de São Paulo pode trazer contribuições inestimáveis para o país e para o mundo.

 

Prof. Dr. Sérgio Mascarenhas de Oliveira, in memoriam (IEA)

Durante sua longa carreira de notável reconhecimento nacional e internacional, desenvolveu relevantes inovações tecnológicas, várias patenteadas, dentre as quais um equipamento não invasivo para monitoramento da pressão intracraniana. Foi um dos criadores do antigo Instituto de Física e Química de São Carlos – IFQSC, que depois deu origem ao Instituto de Física de São Carlos – IFSC e ao Instituto de Química de São Carlos – IQSC, além de ter sido um impulsionador da criação da Embrapa Instrumentação e peça chave, em conjunto com a Câmara Federal, para formulação e início das atividades da Universidade Federal de São Carlos – UFSCar. Participou da formação de destacados pesquisadores brasileiros e estrangeiros e recebeu várias premiações, destacando-se: CAPES; SBPC; Yamada Foundation, Japão; Physical Society, USA; Fulbright Foundation, USA, dentre outras.

 

Lançamento da 3a Edição – 2021 – Prêmio USP – “Trajetória pela Inovação”

Temos a grata satisfação de acompanharmos a expressiva participação das Unidades, Institutos Especializados e Museus, conforme novamente ocorrido na 2a Edição – 2019 do Prêmio USP – “Trajetória pela Inovação”, a qual registrou 37 indicações de docentes da ativa/aposentados e 15 “in memoriam”.

Trata-se da consolidação de histórico marco de reconhecimento e valorização das honrosas ações de seus docentes que se destacam, ao longo de suas atividades acadêmicas, com contribuições para inovações científicas, tecnológicas ou culturais.

Novamente motivados para alcançarmos o qualitativo conjunto de indicações nas mais diversas áreas do conhecimento, iniciamos a 3a Edição – 2021, solicitando a gentileza das indispensáveis providências pelos Dirigentes das Unidades, Museus e Institutos Especializados.

Seguem nos hiperlinks: Resoluções USP, no 7184, março/2016, alterada pela no 7480, março/2018; instruções; cronograma; formulários: Anexos I e II; contato e demais informações sobre a organização e processo de seleção dos futuros indicados ao prêmio. Para facilitar os trabalhos, os Anexos I e II estão disponíveis para download, em versão editável, bem como o conjunto dos demais documentos para consultas.

O conjunto dos documentos serão oportunamente enviados por protocolados.

A Pró-Reitoria de Pesquisa e a Agência USP de Inovação – AUSPIN, reiteram os agradecimentos com a certeza da cooperação, solicitando especial atenção aos prazos para as providências constantes no cronograma.

Atenciosamente,

Pró-Reitor de Pesquisa
Prof. Dr. Sylvio Roberto Accioly Canuto

Coordenador Agência USP de Inovação
Prof. Dr. Marcos Nogueira Martins

 

Instruções e Cronograma

1. Ofício PRP-AUSPIN/ 07-2021 / Lançamento da 3a Edição – 2021 – Prêmio USP – “Trajetória pela Inovação”;

2. Instruções, Cronograma, Resoluções;

2.1.  Versões editáveis para download:

2.1.1. Anexo I – Formulário de Indicação de Docente (da ativa ou aposentado) ao Prêmio USP “Trajetória pela Inovação”, com todos os seus itens devidamente preenchidos;

2.1.2. Facultativamente o Anexo II – Indicação “In Memoriam”, com todos os seus itens devidamente preenchidos;

3. O retorno dos protocolados deverá ser com carga no sistema Proteos, para: POLO USP SC

4. Indicações das Unidades, Museus e Institutos Especializados.

Anexo I – Indicações Ativos/Aposentados

 

Anexo II – Indicações In Memoriam

 

5. Contato com a Comissão Coordenadora.

E-mail: freid@usp.br