Listo

Latin American and European Cooperation on Innovation and Entrepreneurship (LISTO)

O projeto LISTO é um projeto de cooperação internacional no âmbito do Erasmus+ capacity building project – Key Action 2, com foco em relações universidade-empresa, educação empreendedora e estratégias da universidade para inovação. Num período de 3 anos (2017-2020) e com um orçamento de EUR 983 mil o projeto irá aproximar 3 universidades e 1 parque tecnológico europeus e 7 universidades latino-americanas facilitando a troca de aprendizado e boas práticas entre professores, funcionários ligados às áreas de inovação e empreendedorismo e gestores universitários.

 

 

Parceiros

Europa

Universidade de Uppsala, Suécia (coordenadora)
Universidade de Valladolid e Parque Científico, Espanha
Universidade de Groningen, Centro de Empreendedorismo, Países Baixos

Brasil

Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
Universidade de São Paulo( USP)

Uruguai

Universidade ORT Uruguai (ORT)
Universidade Católica do Uruguai (UCU)

Argentina

Universidade Nacional de Córdoba (UNC)
Universidade Nacional do Litoral (UNL)


Contato

Philipp Baur, coordenador geral do projeto, International Office, Uppsala University; philipp.baur@uadm.uu.sehttps://twitter.com/PhBaur

Thaís Bento, coordenadora local do projeto, Agência USP de Inovação, Universidade de São Paulo; empreende.auspin@usp.br

Website: www.listoproject.eu
Twitter e Instagram: #listoproject

 

Objetivos e Atividades

  1. Fomentar relação universidade-empresa

A Universidade de Uppsala irá introduzir a metodologia AIMday como uma forma de conectar pesquisadores e empresas. O AIMday (www.aimday.se) é um evento match-making em que pesquisadores e representantes de P&D e Inovação das empresas participam de workshops e reuniões baseados em interesses e áreas comuns. Antes do AIMday os representantes das empresas enviam questões dentro de um tópico pré-definido (ex.: smart industries, materiais, biomedicina, etc.) as quais são usadas para organizar os encontros. Os parceiros latino-americanos irão participar de um treinamento sobre a metodologia do AIMday e posteriormente irão organizar o seu próprio evento piloto. Ao final as experiências locais serão avaliadas e serão discutidas as estratégias e aprendizados para que a universidade se conecte de maneira mais estratégica com o seu ambiente econômico e social.

Em novembro de 2018 a USP realizou o AIMday Biomedicina Terapêutica com participação de 4 empresas e 30 pesquisadores de 8 unidades diferentes (FCF, ICB, IF, IFSC, IQ, IQSC, FM, FMRP).

  1. Desenvolvimento de competências empreendedoras em professores e alunos

Coordenados pelo Centro de Empreendedorismo da Universidade de Groningen, os parceiros do LISTO irão discutir os métodos, assuntos e tendências atuais no ensino de empreendedorismo e avaliar suas forças e fraquezas. Baseado neste primeiro passo, o grupo trabalhará em conjunto no desenvolvimento de cursos interdisciplinares dentro da temática de empreendedorismo e inovação, os quais serão aplicados e testados num contexto internacional. Professores e alunos provenientes de todos os parceiros irão participar desses pilotos e, após a fase de teste, a ideia é estudar a inserção desses cursos (e/ou criação de outros semelhantes) na grade das universidades parceiras.

A USP participa de dois dos três cursos desenvolvidos pelo LISTO: Navigating International Ecosystems and Networks, desenvolvido e orientado localmente pelo Prof. Leonardo Gomes (FEA), e Global Opportunities Forecast, desenvolvido e orientado localmente pelo Prof. André Fleury (Poli). Os cursos são em inglês, com encontros semanais e possuem duração de 5 semanas (meados de março a meados de abril de 2019).

  1. Fortalecer o espírito de inovação e empreendedorismo na universidade como um todo

O Parque Cientifico da Universidade de Valladolid guiará as discussões sobre a criação de estratégias para uma universidade empreendedora. O assunto será abordado por dois ângulos: primeiro por meio de um workshop voltado a colaboradores dos escritórios de inovação e estruturas afins para a troca de boas-práticas no estímulo do empreendedorismo e métodos para engajar pesquisadores na temática de inovação. Num segundo momento, uma conferência com gestores de todas as 10 universidades parceiras dará a oportunidade de se discutir temas como governança universitária e inovação e formas de modificar ou atualizar as estratégias de criação e fortalecimento de uma universidade empreendedora.